DORMINDO COM A SOLIDÃO…

Vejo-me sentado
A beira da cama.
Abraçando a solidão
Como quem abraça uma dama.

A chuva a cair
Sobre a terra sedenta.
Vejo-me sentado
A beira da cama.
Todos querem correndo sair,
Nenhuma palavra me orienta.

É bom ouvir o seu gotejar.
Caindo de mansinho sobre o telhado
A estrela e a lua param de brilhar
Escondem-se sentindo o perfume do solo molhado.

Todos foram dormir
Ao som de cada pingo d’água.
Solitários passam a sentir
Em seu peito a dura desilusão e mágoa.

Todos dormem,
Exceto a solidão.
Essa judia e me consome,
Atirando-me ao chão.

Não se afasta,
Toma conta como se fosse meu dono
Passa ao meu lado nesta noite nefasta
Vigiando meu sono.

GILBERTO CAMPOS…

Anúncios

4 pensamentos sobre “DORMINDO COM A SOLIDÃO…

  1. celeste disse:

    Linda!!!!!

  2. selma disse:

    Parabéns pela evolução!!!!!!

  3. joyce disse:

    Poeta,
    Achar o seu blog por acaso, foi uma grata surpresa…
    Lí todas as poesias publicadas e gostei de algumas muito, outras achei fracas.
    Quanto ao comentário que “vc pode mais”, visto as últimas publicações estou de pleno acordo.
    Evolua, mas não perca a capacidade que vc tem de transcrever sentimentos complexos em versos de uma sutileza e leveza, que nos encanta a alma.
    Faça do vocabulário seu aliado e não tenha medo de explorá-lo, o que vejo, você está aprendendo.
    Não sou poeta, mas sou fissurada em literatura e poesia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s