NUMA NOITE DE VERÃO….

 Imagem

Uma noite quente de verão!

Quem sabe aquela que tanto esperei.

Ao seu lado, sentindo teu coração,

Sentindo teu beijo que tanto desejei.

 

Ao estender a mão

Encontro tua pele macia.

Percorre meu corpo a emoção

Tudo ao redor silencia.

 

Posso sentir teu perfume que me deseja

E me rendo aos seus encantos me arrepiando.

Meu corpo o teu almeja

Sinto nossas almas se entrelaçando.

 

Sinto tua pele na ponta de minha língua que te explora,

Sentindo teu corpo colado ao meu se arrepiar.

Teu desejo o meu também implora,

Em silêncio dois corpos a levitar.

 

Procuro teus segredos mais obscuros

Explorando o seu templo de prazer.

Sussurrados escuto, dos teus lábios, seus gemidos.

Teu corpo, buscando no meu seu porto seguro.

Sentimento de mesmo vivo, morrer…

Levitando, gozando, num ápice dos sentidos.

Entregando-se para paz viver…

 

 

GILBERTO CAMPOS…

FAZER FELIZ…

Imagem

Caminhos sem volta,

Navio sem rumo.

Saída sem porta,

Construções sem prumo.

 

Não, isso não me serve.

Quero ouvir

O que o coração diz.

Minha cabeça de pensamentos ferve.

Quero sonhar,

Tenho direito e vou ser feliz.

 

Quero chuva e sol, calor e frio.

Quero me deixar levar pela enxurrada,

Quero navegar teu rio,

Quero cheiro de terra molhada…

 

Quero equilibrar

Desta vida a balança.

Quero viver e amar,

Quero a simplicidade da criança.

 

Então vem,

Pegue minha mão.

Vamos seguir neste trem

E fazer feliz o coração.

 

GILBERTO CAMPOS…

MEU SÓTÃO…

Imagem

Faz-se noite escura.

Abro meu sótão

De recordações.

Recordo momentos de candura,

Dedicação em vão

E das dilacerações.

  

Peito rasgado,

Lágrimas jogadas,

Coração mal tratado,

Emoções empoçadas…

  

Faço de tudo

Um balanço,

Por segundos fico mudo

E de tudo me canso.

  

Não vale a pena pensar.

Irei os olhos fechar,

As recordações trancar,

Em meu sótão enclausurar.

Chega de me machucar…

O dia já vai chegar.

Deste pesadelo vou acordar

E minha vida levar.

 

GILBERTO CAMPOS…

 

* Poesia participante do Concurso Nacional de Literatura

“PREMIO DE BELO HORIZONTE 2012″

Encarte “Chuvas de Emoções”

 

 

 

MEUS DEVANEIOS…

Imagem

Entre meus devaneios

Está beijar você.

Sim você,

Meu doce delírio.

Mergulhar profundamente

Em seus ternos braços.

Atrair seus desejos contidos,

Seguir calmamente seus passos,

Amar-te até onde for permitido.

Acariciar seu rosto com suavidade,

Misturar nossos sonhos de amor.

Viver uma nova realidade

Sentir da vida o mais doce sabor.

Assim eu teria motivo para viver.

Viver, correr, sorrir..

Ter uma vida inteira pra te amar

E um amor imenso a dividir

Toda noite iria deitá-la em meu peito,

Cantar um acalanto até adormecer.

Sonho sim!

Tenho esse direito.

Devaneios da loucura de amar você.

GILBERTO CAMPOS…

* Poesia participante do Concurso Nacional de Literatura

“PREMIO DE BELO HORIZONTE 2012″

Encarte “Chuvas de Emoções”