VOCÊ PENSA…

9

Então, você consegue sorrir,

Achando que de tudo pode saber.

Que consegue distinguir

Minha felicidade e o meu sofrer.

Acha que sabe de tudo o que preciso,

O que desejo, o que é eterno…

Meu sossego, meu paraíso,

Meu céu azul, ou o meu inferno.

Você acha que consegue distinguir?

Mentiras, mudanças, sentimentos,

Como eu queria poder te seguir,

Como eu queria de volta nossos momentos.

Como eu queria

Que você estivesse aqui.

Como eu queria…

Hoje separados

Somos apenas duas almas perdidas,

Evitando contatos,

seguindo nossas vidas.

E assim, ano após ano, seguiremos.

Correndo sobre o mesmo velho chão,

Não esqueceremos o que vivemos,

Novas marcas, em um velho coração.

GILBERTO CAMPOS…

Anúncios

VOCÊ É COMO O VENTO…

ELA E O VENTO

Você é como o vento

A sussurrar em meus ouvidos.

Mesmo distante estás perto de mim.

Você me guia sob a luz do luar

Fazendo-me viajar no tempo,

Aguçando meus sentidos,

Fazendo-me flutuar.

Você já tem meu coração,

E todos os pensamentos meus,

Sabe de todos os meus desejos.

Sinto em meu rosto tua respiração,

Teu corpo junto ao meu,

Teus doces beijos.

Mesmo sem teu olhar

Consigo sentir a felicidade

Apenas um tolo para não acreditar

Que isso não seja amor de verdade.

Você é como o vento

Trazendo boas notícias.

Transformando meu tempo

Antes cercado de malícias.

Você é como o vento

Fazendo-me doces carícias.

GILBERTO CAMPOS…

ESPERANÇA…

esperanca 0

Por muitas vezes enfim

Perdi a noção do tempo,

Mas nunca o sentido da vida,

Do amor sem fim,

Seguindo a corrente do vento.

Perdi pessoas que eu amava,

Mas nunca o amor por elas.

Guardei na memória as recordações,

Aceitando o que de bom a vida me ofertava.

Fechando os olhos lágrimas rolavam,

Talvez aproximando os nossos corações.

Muitas vezes me senti cansado,

Perdendo até a vontade de lutar.

Lutar para sorrir e ser amado,

Para ser livre e sonhar.

Posso perder tudo nessa vida,

Mas, contudo, não perco a fé.

Fé na pureza do sorriso de uma criança,

Fé para vencer a dor.

Fé que me traz força e esperança.

Fé que me eleva ao criador.

Fé que me faz acreditar no amor.

GILBERTO CAMPOS…

 

GRATIDÃO…

gratidão 4

Hoje nada mais quero do que agradecer.
Hoje sei e posso perceber
Que DEUS nos presenteia todos os dias de nossa vida.
Hoje só quero agradecer,
Independente do meu querer,
Agradecer as experiências vividas.

Deus sabe o que preciso,
Independente dos nãos e tropeços,
Independente do que inibe os nossos sorrisos.

AGRADECER…
Um simples gesto de percepção.
Olhar ao seu redor o que é divino,
Com os olhos do coração,
E a pureza de um menino.

AGRADECER…
Percebendo o que temos todos os dias,
Sem precisar de mais ninguém.
Somos o próprio milagre da vida.
Ore, medite, peça, em seu EU interior se silencia,
Mas agradeça o hoje, sem esquecer o que já tem.

GILBERTO CAMPOS…

MAIS UMA VEZ TE ESPERO

coração voador

Mais uma vez você viaja
Para longe de nós.
E sozinho me deixa
A desembaraçar nós.

Algumas vezes para longe se vai,
Longe da alma e do coração,
E em pensamentos e dúvidas se esvai,
Querendo buscar uma razão.

Outras para bem perto daqui,
Sinto que está ao meu lado.
Mesmo distante te vejo sorrir,
Lembrando-se de nós, recordando o breve passado.

A saudade vem então,
Mas de um jeito que não vai machucar.
Sinto você dentro do meu coração,
E a saudade se faz pequena por uma simples razão,
Porque sei que você vai voltar.

GILBERTO CAMPOS…

NO PASSADO…

passado 3

Em um quarto vazio,
Em silêncio, quieto, em concentração.
Percebo que sou como um rio
E que o meu silêncio e a minha própria composição.
Sou resultado de fracassos e realizações
Do meu passado
De onde talvez traga as grades das prisões,
Das minhas fraquezas dos meus pecados.
Porém, neste meu momento de reflexão,
Toca em minha mente uma doce canção,
Que me acalma
Que me faz sentir.
Sentir o pulsar suave do meu coração,
Que me remete á conclusão.
Do passado não sou prisioneiro,
Se errei antes posso agora acertar.
Posso me redimir por inteiro
E quero isso já.
Não importa como no passado me prendi ,
Ou como cheguei lá.
O importante é tentar sorrir
E como sai de lá.

 
GILBERTO CAMPOS…

ONDE TUDO…

ONDE TUDO

Pergunto a me olhar
Triste no espelho frio,
Como tudo aconteceu.
Repetindo sem parar
Qual caminho eu sigo,
Onde tudo se perdeu.

Na cama
Passo as noites a rolar,
Buscando na alma a calma,
Que resolveu me abandonar.

Pensamentos tortuosos
Como as curvas turbulentas de um rio,
Caminhos sinuosos
Me levando a delírios.

Apagam as luzes da cidade,
Me esperam horas acordado
Questionando a felicidade,
Na cama me revirando.

A luz da manhã meu quarto invadiu,
Mais um dia de sol amanheceu.
E lembrando do dia que partiu
Continuo me perguntando,
Onde tudo se perdeu !

GILBERTO CAMPOS…